A Escassez de Medicamentos Pode ser ainda Pior este Ano

Posted by

Medicamentos especiais para pacientes com câncer estão entre aqueles em falta.

A escassez de medicamentos receitados nos Estados Unidos, que atingiu recorde no ano passado, está piorando, informou a Food and Drug Administration dos EUA.

Até agora, cerca de 200 rótulos de medicamentos se encontram em falta, com relação aos 178 do ano passado, disse Valerie Jensen, diretora-associada do Programa de Escassez de Medicamentos do Centro de Avaliação e Pesquisa de Medicamentos da FDA.

 “Isso é real”, disse o Dr. Jay Brooks, presidente de hematologia / oncologia no Ochsner Health System em Baton Rouge, La.

“Estamos convivendo com isso durante vários anos, e não temos sido capazes de gerir essa questão, que vem se tornando cada vez pior.”

 Muitas das drogas escassas são do tipo injetáveis como a citarabina e a cisplatina, usadas ​​para tratar doenças graves, como o câncer. Alguns são dados somente nos hospitais e são “absolutamente necessários,” disse Jensen, que falou em uma conferência de imprensa na sexta-feira. 

Mais de metade (54 por cento) das faltas de medicamentos foram por questões de qualidade, como esterilidade ou impurezas de drogas. Alguns foram devido a atrasos ou problemas de capacidade de fabricação, 11 por cento foram causados ​​pela descontinuação de um medicamento e 5 por cento resultantes da escassez de matérias-primas, disse Jensen.

“Estamos vendo um número muito grande de problemas com os produtos de qualidade, e isso está levando à escassez”, acrescentou.

 

A escassez também tende a ocorrer em drogas que não são “economicamente atraentes”, disse Jensen. Isso poderia significar que apenas uma empresa produz a droga, tornando mais difícil encontrar alternativas se a oferta ficar menor.

 “Muito disso tem a ver com os medicamentos genéricos”, explicou Brooks. “Poucas pessoas os fazem, as margens não são muito altas”.

 O propofol anestésico, que estava implicado na morte de Michael Jackson, por exemplo, é vendido por apenas 48 centavos o frasco de 20 mililitros. A escassez de propofol em 2010 “foi grave”, disse Jensen.

 Algumas escassez são imprevisíveis.

 “Houve várias falhas potenciais devido ao terremoto no Japão”, disse Jensen. Várias empresas perderam fornecedores, mas a FDA foi capaz de qualificar rapidamente outros fornecedores e evitar qualquer escassez real.

A FDA tem autoridade muito limitada para combater a escassez, ela não pode dizer a uma empresa o quanto de um medicamento deve ser produzido. Embora exija que os produtores exclusivos de uma droga informem qualquer tipo de problema na produção ou entrega deste produto.